sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014




O AMOR ME FEZ LIVRE

Texto de Aluísio Cavalcante Jr.



O amor me fez livre.

Não me prometeu infinitos,

Mas me ensinou a voar.

E quem aprende a voar

Entende que o importante,

Não é a duração do voo,

Mas a sensação do vento

Que passa e acaricia a pele,

Despertando alegrias adormecidas,

Trazendo outras cores aos nossos olhos,

Derretendo nossos medos, saudades e solidões,

Fazendo-nos assim, maravilhosamente leves,

Fazendo-nos enfim, deliciosamente livres...





____________________________________________





A HISTÓRIA DO TEXTO




O objetivo do amor é a liberdade.

Quando está ao nosso lado,

ensina-nos a essência da alegria.

Quando distante de nós,

ensina-nos a agradecer por tê-lo vivido.

O amor verdadeiro,

não se alimenta de eternidades,

mas de plenitudes,

e sendo construído pelas mãos da liberdade,

tem o dom de nos fazer livres.



Poema inspirado na canção

DESDE QUE TE PERDI,

citada na postagem anterior.








26 comentários:

  1. Poderosa a força a força do Amor. Nos dá asas.
    Bom carnaval pra ti meu amigo.
    Beijos.Edna

    ResponderExcluir
  2. Linda e faz muito bem essa sensação de poder voar, no amor! Adorei! abraços,chica e lindo feriado!

    ResponderExcluir
  3. Caro Aluísio

    Linda a forma de interpretar o Amor, o Amor verdadeiro. Antes de tudo significa liberdade, de pensar, de sonhar e ganhar asas, como bem nos diz.

    Desejo-lhe um domingo feliz e muita saúde e alegria.

    Abraço

    Olinda

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    o amor nos faz sentir livres, sim, mas também e sempre com a sensação de fragilidade pela insegurança...

    Abraço
    Alex

    ResponderExcluir
  5. "O amor verdadeiro, não se alimenta de eternidades, mas de plenitudes,"

    Sábias palavras...
    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Aprendi que antes de mais nada, o amor por mim me tornou uma pessoa livre. Isso é muito bom!
    Antes do próximo, temos que nos colocar em primeiro plano.
    Um super beijo!

    ResponderExcluir
  7. Sábio é aquele que vive os momentos bons e os valoriza, sem esperar que durem para sempre. Te agradeço amigo os comentários encantadores em meu blog.

    ResponderExcluir
  8. Realmente não é a duração que importa e sim a intensidade, lindo poetar meu amigo, abraços e bom Carnaval ou descanso.

    ResponderExcluir
  9. Estou aos poucos voltando a esse mundo encantado
    onde nossas amizades se eternizam com o passar
    do tempo somos vidas que se une através de sonhos ,
    e sonhos dos mais lindos ,
    é esta amizade que atravessa mares ficando sem fronteiras ,
    sem barreiras .
    A semente boa e plantada em solo forte será
    nossa colheita farta de amizades eterna,
    que seguiram nossas vidas com nossos
    mais absolutos sonhos em que sonhar é possível..
    Deus esteja contigo e comigo.
    Beijos carinhos na alma.
    Evanir..

    ResponderExcluir
  10. Olá Aluísio, muito bom o seu poema sobre o amor! E o importante mesmo é saber mesmo viver o amor em plenitude! Um beijinho, Ailime

    ResponderExcluir
  11. Sem liberdade não pode haver amor. Um poema que diz tanto sobre si meu amigo.

    beijinho

    ResponderExcluir
  12. Querido amigo
    Muito obrigada pelo carinho da sua presença na minha «CASA». Suas palavras, tão doces, me souberam muito bem!

    Este seu poema é lindo!
    Amar em liberdade é o amor mais bonito que se pode viver, o verdadeiro amor.

    Continuação de boa semana.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Amor e liberdade devem andar (ou voar) de mãos dadas.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  14. Oá Aluízio,

    Tudo lindo e de qualidade por aqui! Como dizia o nobre Vinicius, que seja eterno enquanto dure. Ótimo fim de semana! :)

    ResponderExcluir
  15. Parabéns pelo teu blog!
    Vem conhecer o meu:

    feitaparailetrados.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Aluísio
    O amor nós conquistamos com a plenitude do querer.
    Amor verdadeiro não morre, apenas descansa.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  17. Você é uma dádiva, neste mundo tão...obrigada!

    ResponderExcluir
  18. Ah... o amor é capaz de despertar tantos sentimentos e emoções...
    Que nunca falte amor em sua vida!

    ResponderExcluir
  19. Muitas vezes utilizamos a palavra amor sem pensarmos no que realmente significa. Amor tem que ser sinónimo de liberdade ; se houver algum tipo de controle seja nas ideias seja nas acções, não podemos chamar de amor a esse sentimento; amor é confiança, é cumplicidade, é saber que o outro é um indivíduo e como tal, diferente;; é nessa aceitação que está o sucesso de um relacionamento; duas pessoas diferentes para, juntas seguirem o seu próprio caminho, comungando os sucessos, os fracassos, as alegrias e tristezas. . Lindo, amigo! Obrigada! beijinhos
    Emília

    ResponderExcluir
  20. Linda poesia! Mas isso não é novidade para mim. Como sempre disse o amor não sobrevive em cativeiro!!!
    Beijuuss meu querido

    ResponderExcluir
  21. Belos versos que falam do amor verdadeiro, que não é egoísta, que se regozija de ver a felicidade do ser amado e por isto o respeita e o aceita como é, adorei, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  22. Querido amigo
    Obrigada pelo seu lindo comentário na minha «CASA».
    A homenagem que pretendi fazer a meu Pai foi merecida, pois foi sempre um Pai presente, amoroso, e que cuidou de seus cinco filhos (somos cinco irmãos) com todo o amor.

    Uma semana gloriosa, e até sempre, meu amigo.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  23. Bom dia Aluisio!
    O amor sempre nos ensina a voar,
    e embora o mais importante seja a sensação do vento,
    tem voos que a durabilidade bem que poderia ser infinita.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  24. Muito lindo esse vôo de amor! Poesia livre,sem correntes,adorei! bjs,

    ResponderExcluir
  25. Deliciosamente livre, isso sim é o amor...

    Abçs

    ResponderExcluir
  26. Ai o amor...o amor :)
    Gostei da música..nao conhecia
    brisas doces **

    ResponderExcluir