sexta-feira, 21 de agosto de 2009



CUMPLICIDADE
Texto de Aluísio Cavalcante Jr.


Necessitei de calor,
E você me aqueceu com seus braços.
Senti sede,
E você me saciou com seus lábios.
Precisei de luz,
E você me iluminou com seus olhos.
Senti fome,
E você me alimentou com sua vida.

Você me deu tudo isso.
Preencheu os meus espaços vazios com amor,
E não pediu nada em troca.
Nem mesmo amor.
Nem mesmo o meu amor.

Certamente é por isso
Que eu a amo tanto,
E sinta com o passar dos tempos,
Que cada vez mais preciso de amor.
Do seu amor.



____________________________________________________



A HISTÓRIA DO TEXTO



De tudo que se possa encontrar na vida, o amor é o encontro mais precioso.
Sempre imaginei que quem ama, ama simplesmente pelo fato de amar.
Amantes não se pertencem.
Pertencem ao essencial da vida.
São cúmplices do amor.




6 comentários:

  1. "Amantes não se pertencem. Pertencem ao essencial da vida."

    Vendo as pessoas que passam a vida reprimidas em nome de uma relação, uma falsa cumplicidade que só dura enquanto o 'companheiro' está ao lado e os crimes "em nome do amor", fico constatando o quanto o sentimento é camuflado e fingido. E o pior, quem faz questão de mantê-lo na essência é tido como louco, talvez porque começou-se a confundir amor com prisão e gostar com cobrança.

    ResponderExcluir
  2. Gostaria que me mandasse o e-mail do senhor.
    Bjus

    ResponderExcluir
  3. ALUISIO, você é um SER iluminado, sua sensibilidade de ler as entrelinhas e o subjetivo o coloca num estado de inspiração. E traduzí-la em palavras tornou-se um dom, que chega silenciosos como o nascer de uma semente e cresce estrondosamente como uma árvore frondosa. Creio realmente que pertencemos ao amor, por isso a maior responsabilidade dos amantes é cultivar instante a instante esse sentimento complexo e desafiador. Continue, mas CONTINUE sempre semente essas fértéis sementes feitas de palavras "BEM DITAS".

    ResponderExcluir
  4. Fernanda Fernandes27 de agosto de 2009 22:35

    Aiii lulu fico cada vez mais encantada e compenetrada ao ler seus textos.
    Me fascina a forma que o senhor escreve...o senhor tem o dom!
    Beijos de quem te admira muito!

    ResponderExcluir
  5. "...não pediu nada em troca.
    Nem mesmo amor."

    Eu acredito que o amor sentido é algo tão único, verdadeiramente belo que amar alguém já inunda o nosso coração, transbordando o melhor de nós para o outro.

    E fico pensando, e acho que não combina muito pensar para falar de amor, mas insisto, penso e tento acreditar que se amamos muito alguém e esse alguém não "quer" ou mesmo "não está nessa sintonia", penso, quero dizer,sinto que é melhor amá-lo dentro do meu coração, amá-lo intensamente dentro de mim, deixá-lo bem guardado em meu coração.

    Grande poeta, acredito que esse amor que sentimos e expressamos, em olhares, gestos e sorrisos, alegram os caminhos e a vida da pessoa amada...
    Os olhos da pessoa amada refletem o nosso amor...

    Abraços.

    Rosane
    domingo um pouco triste
    ainda doente

    rozaneserra@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. AH! O AMOR, ESSE QUE CHEGA ENTRE AS PESSOAS, ENTRE OS AMANTES, ENTRE PAIS E FILHOS, ESSE QUE A GENTE SEMPRE FICA QUERENDO ALGO EM TROCA E QUE A GENTE ACABA SABENDO E TENDO A CERTEZA DE QUE NÃO PODEMOS COBRAR DO OUTRO. TEMOS QUE APRENDER A AMAR SEM PEDIR NADA EM TROCA E NEM QUE O OUTRO SEJA IGUAL A GENTE. DIFÍCIL EM... E COMPLICADO, MAS COMO É BOM AMAR O OUTRO. QUE PENA DAS PESSOAS QUE NÃO SABEM CULTIVAR ESSE DOM DADO POR DEUS. VOCÊ É UM SER ÚNICO, ÍMPAR E COM AS SUAS PALAVRAS FAZEM OS SERES HUMANOS MORTAIS REFLETIREM. BEIJOS NO CORAÇÃO. MAGA.

    ResponderExcluir